Será que com a pandemia do coronavirus, o Brasil está preparado para enfrentar a crise sanitária ?

Pela falta de hospitais em bom estado e da carência de materiais hospitalares, talvez o governo brasileiro se encontrará em uma situação grave. Investir na saúde pública deveria ser prioridade nos planos do novo presidente.

Nesta sexta-feita (13.03), o porta voz da presidência, General Otávio Rêgo Barros, anunciou as ações que serão adotadas pelo governo para combater o coronavírus e para tentar conter a crise econômica.

Entre elas, a antecipação do 13° salário aos segurados do INSS, em abril. Isenção da prova de vida dos beneficiários do INSS, por 120 dias.

Com a liberação do 13° salário, vão ser injetados na economia, 28 bilhões de reais. Haverá isenção de taxas de importação de produtos médicos e hospitalares.

Algumas cidades poderão fechar as escolas, o Campeonato Gaúcho de Futebol será fechado ao público nos estádios.

Segundo informações extra oficiais, o estoque de álcool gel e máscaras estão esgotados.

A Bolsa de Valores de São Paulo, teve a maior queda desde 1998, recuou em 14,7%. O dolár chegou a R$ 5 mas desacelerou e fechou a R$ 4,786.

O circuito breaker, mecanismo que interrompe os negócios na Bolsa de Valores, por causa da forte queda das ações, foi acionado duas vezes, no dia 12.03, isso não acontecia desde 2008.

Vamos positivar, fazer mandinga, rezar, chamar as energias poderosas, mas, dentro de nossas casas. Evitem muvuca, beijinhos e abraços.

 

Por Miriam Rey

 

 

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn