Após o ex-deputado federal José Genoino arrecadar mais de R$ 700 mil para o pagamento da multa imposta pelo Supremo Tribunal Federal aos condenados pelo mensalão, através de um site internet lançado por sua família, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares seguiu seu exemplo, arrecadando mais de R$ 1 milhão, o dobro do valor imposto pelo STF.
Delúbio contou com uma doação de Genoino no valor de R$ 30 mil, retirados da sobra de sua própria arrecadação. O ex-deputado foi o único dos condenados a pagar a multa dentro do prazo estipulado.

Com início em 21 de janeiro de 2014, a campanha foi um sucesso, de acordo com o advogado Celso Villardi que defende delubio soares-400Delúbio no processo, os excedentes serão doados aos outros petistas condenados.
A coordenadora da campanha, a advogada Maria Leonor Jakobsen, postou uma mensagem no site agradecendo pelas doações:
«Nossa campanha de arrecadação foi um ato político, consciente e solidário, o amplo êxito alcançado com a coleta de expressivos R$ 1.013.657,26 é a reafirmação de nossa solidariedade a um dos companheiros. Ao expressarmos imensa gratidão aos milhares de doadores, muitos inclusive, sem filiação partidária e movidos apenas pela indignação e o sentimento de solidariedade, convocamos para novas jornadas em favor de José Dirceu e João Cunha e o valor excedente de nossa campanha descontados os tributos, será doado a esses companheiros, visando o pagamento de suas injustas e exorbitantes multas».
O sucesso das campanhas lançadas pelos coordenadores, pode ser explicado pelos possíveis motivos, pelos quais, o Governo do Presidente Lula efetuou pagamentos aos condenados para aprovação de projetos como o Bolsa Família, o ProUni e o Fome Zero. Sem esses «investimentos» haveria grande possibilidade de que esses projetos não sairiam do Senado.

Entenda o «Mensalão»!

Roberto Jefferson durante reunião do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara 6-400Em 2005, o então deputado federal Roberto Jefferson denunciou ao STF o envolvimento de quarenta suspeitos no esquema que ficou conhecido como: «Mensalão». Parlamentares da base aliada recebiam pagamentos para votarem de acordo com os interesses do Governo do Presidente Lula. Apontados como os principais organizadores do esquema pela Procuradoria Geral da República, estão o ex-chefe da Casa Civil José Dirceu, o ex-deputado e ex-presidente do PT José Genoino, o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares e o ex-secretário geral Silvio Pereira. A ação penal teve início em 02 de agosto de 2012, no dia 17 de dezembro de 2012 os ministros do STF encerraram o julgamento, dos quarenta réus, vinte e cinco foram condenados, incluindo José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares. Após a Suprema Corte liberar o acordo do processo, os advogados entraram com os recursos. O STF decidiu que as defesas poderiam apresentar os embargos infrigentes, que possibilitariam um novo julgamento para os réus condenados por um placar dividido.
A primeira reunião da Nova Executiva Nacional, o PT divulgou uma nota oficial no final da tarde da última segunda-feira, entre mensaoutros assuntos, agradecer a ajuda dos corregionários na arrecadação dos recursos para o pagamento das dívidas dos petistas envolvidos no escândalo do mensalão.
Os réus que deveriam quitar a dívida na segunda-feira passada e que não conseguiram a soma imposta, estão sujeitos a terem seus nomes incluídos na Dívida Ativa da União e podem ser alvo de um processo de execução fiscal, conforme a opinião de alguns advogados, um eventual processo de execução torna-se inócuo, principalmente para réus como Marcos Aurélio e Ramon Hollerbach que estão com seus bens bloquados pela justiça.
«Companheiros e Companheiras»! No país do Mensalão e da Copa do Mundo, tudo vira pizza!

Daniela Camargo

Revisão: Miriam Rey