Como é que se diferenciarão as equipas empatadas em pontos ou na luta por serem um dos melhores terceiros lugares? Explicamos tudo, com actualizações de cada grupo após os jogos da última jornada.

As primeiras duas classificadas de cada grupo e as quatro melhores terceiras apuram-se para os oitavos-de-final do UEFA EURO 2016, mas o que acontece se dois ou mais países terminarem empatados em pontos e do que necessitam as equipas à entrada para os últimos jogos? O EURO2016.com explica.

• Já apurados: França, Suíça, País de Gales, Inglaterra, Espanha, Itália

• Eliminados: Roménia, Rússia, Ucrânia

As explicações e permutações aqui mostradas servem apenas para efeitos informativos, pelo que os cálculos serão feitos pela UEFA após a conclusão dos encontros de acordo com o Artigo 18 dos Regulamentos Oficiais do UEFA EURO 2016.

PERMUTAÇÕES

Grupo A
• França apurada como vencedora do grupo. Vai defrontar um terceiro classificado em Lyon, no domingo, às 14h00.

• Suíça nos oitavos-de-final como segunda classificada. Vai defrontar o segundo classificado do Grupo C em St-Etienne, no sábado, às 14h00.

• Albânia termina fase de grupos com três pontos e tem de esperar para saber se segue em frente como um dos quatro terceiros melhores classificados. Defronta o vencedor do Grupo B, em Paris, no sábado, às 17h00, ou o vencedor do Grupo C, no domingo, às 17h00, em Lille.

• Roménia eliminada.

Group B

• País de Gales ganhou o grupo e vai defrontar um terceiro classificado, em Paris, no sábado, às 17h00.

• Inglaterra apurada como segundo classificado e vai defrontar o segundo classificado do Grupo F. Esse jogo terá lugar em Nice às 20h00 do dia 27 de Junho.

• Eslováquia terminou o grupo com quatro pontos e tem de esperar para ver se é um dos quatro terceiros melhores classificados. Nesse caso, defronta o vencedor do Grupo D, em Lens, às 20h00 de sábado, ou o vencedor do Grupo C, em Lille, às 17h00 de domingo.

• Rússia está eliminada.

Grupo C

Terça-feira 17h00 de Portugal continental: Ucrânia (0) – Polónia (4), Irlanda do Norte (3) – Alemanha (4)

• A Alemanha garante o apuramento com um empate, o qual será suficiente para assegurar também o primeiro lugar caso a Polónia não bata a Ucrânia no outro jogo.

• A Polónia qualifica-se com um empate e, caso a Irlanda do Norte perca com a Alemanha, até pode perder que segue em frente. Se a Polónia acabar com os mesmos pontos que a Alemanha, será a diferença de golos a desempatar as duas selecções, seguindo-se no rol de critérios os golos marcados, o registo disciplinar e, por fim, a posição no ranking de coeficientes (onde a Alemanha tem vantagem).

• A Irlanda do Norte qualifica-se com uma vitória e será terceira se empatar ou perder, tendo aí que esperar pelo registo dos outros terceiros classificados para saber se segue em frente.

• A Ucrânia está já irremediavelmente afastada, condenada ao quarto lugar no grupo mesmo que consiga terminar com os mesmos pontos que a Irlanda do Norte, visto ter perdido o confronto directo entre ambas.

Grupo D

Terça-feira 20h00: República Checa (1) – Turquia (0), Croácia (4) – Espanha (6, apurada)

• A Espanha está apurada e vence o grupo com um empate , o que significa disputar os oitavos-de-final a 25 de Junho em Lens, frente a um terceiro classificado. O segundo classificado do Grupo D defronta o vencedor do Grupo E no Stade de France, a 27 de Junho.

• A Croácia apura-se com um ponto e vence o grupo com um triunfo. A Croácia apenas falha os dois primeiros lugares se perder, a República Checa vencer e ultrapassá-la na diferença de golos/golos marcados/disciplina (se tudo isso for igual, a Croácia tem coeficiente superior).

• A República Checa tem de vencer e, das duas uma, ultrapassa a Croácia na luta pelo segundo posto ou termina como um dos quatro melhores terceiros classificados, ainda que matematicamente isso possa ser alcançado com um empate.

• A Turquia precisa de vencer na terceira jornada para ter hipóteses de ser um dos quatro terceiros melhores classificados.

Grupo E

Quarta-feira 20h00: Itália (6, apurada) – República da Irlanda (1), Suécia (1) – Bélgica (3)

• A Itália está já apurada como vencedora do Grupo E e vai defrontar o segundo classificado do Grupo D a 27 de Junhom, no Stade de France.

• A Bélgica garantirá o segundo lugar com um empate e, se o conseguir, medirá forças com o vencedor do Grupo F – o de Portugal – em Toulouse a 26 de Junho. Os belgas só ficarão de fora dos três primeiros lugares do grupo se perderem e a Irlanda bater a Itália.

• A Suécia garantirá pelo menos o terceiro lugar com uma vitória. Se vencer, mas a Irlanda também ganhar, as duas selecções serão desempatadas pela diferença de golos, depois pelo registo disciplinar e, por fim, pelo seu coeficiente (capítulo que dá vantagem aos suecos). A Suécia fica irremediavelmente de fora se não ganhar, a menos que empate e siga em frente como uma das quatro melhores terceiras classificadas, o que ainda é matematicametne possível.

• A Irlanda tem de ganhar para sonhar com o apuramento, uma vez que se empatar não conseguirá ser uma das quatro melhores terceiras. Só ficará no segundo posto se a Suécia também vencer e se bater, depois, os suecos na diferença de golos, nos golos marcados ou no registo disciplinar.

Grupo F

Quarta-feira 17h00: Islândia (2) – Áustria (1), Hungria (4) – Portugal (2)

• A Hungria ficará no primeiro lugar do grupo com uma vitória. Uma igualdade é suficiente para se apurar e, nesse caso, só vê fugir o primeiro lugar do grupo se a Islândia vencer e a superar nos critérios de desempate – por esta ordem: diferença de golos, golos marcados, registo disciplinar e ranking de coeficientes.

• Portugal qualifica-se se ganhar e, em caso de vitória, só não fica no primeiro lugar se a Islândia o superar nos critérios de desempate – diferença de golos, golos marcados, registo disciplinar (Portugal tem vantagem sobre a Islândia no último critério, o ranking de coeficientes). Uma igualdade ante a Hungria só deixa Portugal no segundo lugar se o outro jogo do grupo também terminar empatado e se a selecção portuguesa se superiorizar, depois, à islandesa nos critérios de desempate. Mesmo com uma derrota diante da Hungria, Portugal poderá seguir em frente como terceiro classificado; contudo, para ficar no terceiro lugar se a Islândia não ganhar à Áustria, Portugal terá de superar nos critérios de desempate a outra equipa que ficar com dois pontos.

• A Islândia qualifica-se com uma vitória. Pode até ganhar o grupo se o outro jogo terminar empatado ou Portugal ganhar. Nesses casos, terá de ser separada da outra com cinco pontos (Hungria ou Portugal) pela diferença de golos, seguida dos golos marcados e disciplina. A Hungria tem vantagem no coeficiente. Uma igualdade deixará a Islândia no segundo posto se a Hungria ganhar ou se o outro jogo terminar empatado; no segundo cenário, Portugal e Islândia serão separados pelos golos marcados, disciplina (Portugal tem coeficiente superior); mesmo assim a Islândia poderá seguir depois em frente como uma das melhores terceiras classificadas. Se a Islândia perder, poderá, ainda assim, apurar-se matematicamente como uma das melhores terceiras classificadas, mas apenas se terminar atrás de Portugal na diferença de golos, golos marcados ou disciplina.

• A Áustria terminará em segundo com uma vitória, a menos que Portugal também ganhe; nessa situação Portugal ganhará o grupo e a Áustria ficará atrás da Hungria devido ao confronto directo desfavorável, mas apura-se como um dos melhores terceiros classificados. Uma igualdade não é suficiente para os austríacos em função da diferença de golos.

CRITÉRIOS DE DESEMPATE

• Separar as equipas igualadas em pontos num grupo

Se duas ou mais equipas no mesmo grupo o concluírem com o mesmo número de pontos, aplicar-se-ão os seguintes critérios, pela ordem das alíneas, para determinar a classificação do grupo em causa:

a) maior número de pontos obtidos nos jogos disputados entre as equipas em questão (ex.: registo nos confrontos directos);

b) superior diferença de golos conseguida nos jogos disputados entre as equipas em questão;

c) maior número de golos marcados nos jogos disputados entre as equipas em questão;

d) caso, após terem sido aplicados os critérios de a) a c), haja equipas que permaneçam empatadas, os critérios de a) a c) serão reaplicados exclusivamente aos encontros entre as equipas em causa para o apuramento dos respectivos lugares na classificação.

Caso este procedimento não conduzir a uma decisão, aplicam-se os seguintes critérios, de e) a h):

e) superior diferença de golos em todos os jogos da fase de grupos;

f) maior número de golos marcados em todos os jogos da fase de grupos;

g) conduta disciplinar durante a fase final (menor número de pontos no ranking de pontos disciplinares);

h. posição no ranking de coeficientes de selecções nacionais da UEFA.

Se mais de duas equipas tiverem o mesmo número de pontos, aplicam-se os critérios acima definidos.

• Melhores terceiros classificados

As quatro melhores terceiras classificadas serão determinadas de acordo com o seguinte critério, pela ordem das alíneas, após a conclusão da fase de grupos:

a) maior número de pontos obtido;

b) superior diferença de golos

c) maior número de golos marcados

d) registo disciplinar durante a fase final (menor número de pontos no ranking de pontos disciplinares)

euro 2016http://pt.uefa.com