A exposição Maison Brésilienne dos anos 50 aos nossos dias, está acontecendo no espace_L art contemporain, do 13 de março ao 30 de abril de 2013, de segunda à sexta-feira de 11 h à 17 h, na Route de Jeunes 43, Allée G – CH-1227 Genève/Acácias –

A Galeria espace_L inaugurada no ano 2011 é um espaço que propõe a arte contemporânea, tendo como particularidade, se situar na zona industrial de Genève, os artistas que expõe são de renome internacional; oferecendo também cursos e atelier de fotografía, e brevemente um restaurante bio; descobrimos o que existe de mais original na cidade!

A exposição Maison Brésilienne é uma colaboração com a Galeria R20e Century à New York, apresentando quatro artistas brasileiros, Geraldo Barros; Oscar Niemeyer; Sérgio Rodrigues e Joaquim Tenreiro.

A diretora da Galeria espace_L: Leticia Maciel, brasileira do Rio de2010-01-01 00.06.31-400 Janeiro, expert em arte, nos mostrou gentilmente as peças do mobiliário de grande valor e idealizados por grandes artistas da arte contemporânea.

Nos anos 50, alguns artistas e criadores brasileiros compartilhavam os mesmo gostos e tendências com duas correntes européias: Bauhaus, que revolucionou o desenho do século

XX, e com a arte concreta, tendo como representante Max Bill(1908-1954), que recebeu o primeiro prêmio de escultura na primeira Bienal de São Paulo.

À partir dai começou a longa história do design brasileiro, os móveis criados neste período são super apreciados e procurados por colecionadores do mundo inteiro.

2010-01-01 00.00.49-400Nesta exposição observamos além da beleza e da raridade das madeiras: jacarandá, peroba e frejó e suas formas particulares, a criação desprovida de decoração privilegiando o volume, a estrutura e o desenho minimalista dentro da máxima: “less is more”. Nu e sensual esse mobiliário é um presente para os olhos pela sua força, elegância e harmonia, tal como o conceito do arquiteto brasileiro Jorge Hue, onde a imagem de “casa-abrigo, lugar da chegada, da alegria, do reencontro com a intimidade e a maneira de ser, morando com encantamento, liberdade e criatividade, estar à vontade com o conforto e a medida do nosso corpo misturando a escolha dos matériais e a simplicidade da usabilidade.

Como exemplo deste encantamento das formas, a cadeira longa de Oscar2010-01-01 00.01.16-400 Niemeyer, em madeira enegrecida com assento de palha trançada e cabeceira removível em couro preto; concebida em 1978 e produzida em 2007 no Brasil. Uma verdadeira beleza de criação.

Ainda nesta mesma linha a cadeira de jacarandá com almofadas em couro, concebida por Sérgio 2010-01-01 00.33.11-400Rodrigues em 1957.

O sofá de Joaquim Tenreiro, em estrutura de jacarandá acolchoado, de 1950, fazendo parte dos móveis da Televisão Record, na época.

A série fotoformas de Geraldo de Barros, das cadeiras Unilabor – São Paulo, 1954, edição 7/15 em papel baritado 2010-01-01 00.01.03-400– 30 x 40 cm.

A exposição apresenta outras peças destes artistas de renome.

Vale à pena conferir!

E a galeria promoveu em sua agenda 2013:

– Workshop : As chaves da arte e da coleção, intutulado: Cercle Menus Plaisir – CMP

– O lançamento do livro Corps Lato Sensu da fotógrafa Catherine Rebois.

– Atelier de iniciação à fotografia numérica, com Denis Ponté.

– Iniciação à fotografia para jovens.

– Fotografar com i-phone.

2010-01-01 00.08.35-400E no programa um espaço leitura onde inúmeras obras de artes plásticas e fotografia são disponíveis para quem gosta de arte e de ler.

E para os amantes da cozinha bio, simples, natural e gostosa, o espace_L vai inaugurar o restaurante i feel Bio, ambiente mais do que agradável, antes ou depois da exposição, para quem gosta de uma refeição saudável e leve. Aberto de segunda à quinta-feira de 11 h à 17h; e

Sexta-feira para grupos privados, é só ligar e reservar.

E quem é essa tal de arte contemporânea? Que é posterior à arte2010-01-01 00.09.39-400 moderna, que surgiu na metade do século XX, que compreende diversos movimentos e escolas unidas pela ruptura do historicismo do século XIX e na emancipação dos clássicos dominantes nas bela-artes desde o Renascimento, provocando uma revelação estética e uma sucessão de estilos, a maioria dos quais centrados na busca de rumos inovadores, entre eles: O Cubismo; Futurismo; Surrealismo e o Pop Art.

E tudo sempre virou arte!

Miriam Rey

Espace L

Telefone + 41 22 301 64 90 – e mail info@espace_L.net – site www.espaceL.net