No país onde tudo pode, onde o disse-me-disse é mais válido que provas concretas, de tantos fatos inexplicados e roubos sem fim, somos telespectadores passivos do grande teatro da politicagem, coligações partidárias oportunistas, do sou contra mas sou a favor também. O povo é um simples figurante de um cenário cínico e castrófico da política do país, que pretende ser gigante pela própria natureza.

O presidente Temer está arragado no poder e não quer largar o ossso, ele declarou que fica até 2018, eu já não duvido de mais nada, mas se isso acontecer, o último brasileiro a sair do país, apaga a luz.

Temos um quadro extremo de absurdos, nem é mais uma questão política, é uma confusão generalizada e irônica de uma situação que se formou por interesses e oportunidades anti-éticas.

O que temos para hoje ? O Temer teme a cassação. O que aconteceu ? No ano 2014 a chapa Dilma-Temer venceram as eleições presidenciais. O PSDB ingressou com uma ação no TSE pedindo a cassação dos dois. Os Tucanos alegaram que a chapa tinha cometido abuso de poder econômico, recebido propina oriunda do esquema investigado pela Operação Lava-jato e se beneficiou da corrupção na Petrobras.

Mas a situação mudou, em 2016 a Dilma sofreu o impeachment e Temer assumiu a presidência, aí que o inimigo virou amigo, no novo governo, o PSDB recebeu 4 ministérios e são aliados do presidente atual, mas para a tristeza do partido, o processo de cassação continuou no TSE. Agora o PSDB vai ter que chupar essa manga.

O processo de cassação da chapa Dilma-Temer é grande como o Brasil, ao todo são 8536 folhas distribuídas em 29 volumes, além delas mais de 390 documentos foram acrescentados no processo que se chama : Ação de Investigação Judicial Eleitoral n° 94358. O processo já passou por 3 relatores e hoje está nas mãos do ministro Hermam Benjamim, com 2 anos e 6 meses de duração é um dos mais longos do TSE, de todos os tempos. Já ouviram 56 pessoas, não só em Brasília mas também em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Bahia e Ceará, juntos os depoimentos somam 80 horas de gravação. Morro e ainda não vi tudo !

No dia 7 de junho começou o julgamento bem no meio da maior crise política que o governo Temer já enfrentou. Ele está dando socos no ar, devido as últimas delações envolvendo o seu nome.

O presidente foi gravado pelo empresário Joesley Batista da JBS em conversa comprometedora e que não estava na agenda presidencial, no Palácio do Jaburu em março deste ano. O senador afastado do poder por envolvimentos em propinas, Aécio Neves, declarou à Joeslez que Temer teria pedido que ele retirasse a ação do TSE, todos farinha do mesmo saco e, Aécio literalmente adepto a essa farinha…

O julgamento é crucial para Temer que esta sendo investigado por obstrução da justiça, organização criminosa e corrupção. Mas ele, obviamente, nega que tenha cometido qualquer crime, me engana que eu gosto. O próprio PSDB espera uma decisão para resolver se desembarca ou não do governo.

O Planalto aposta no adiamento da decisão, caso algum dos ministros façam « Pedidos de Vista » , ou seja, peçam mais tempo para julgar o caso. Ainda se Temer for cassado ele pode recorrer, o TSE deverá decidir se ele deixa a presidência imediatamente ou não. Será que ele fica ? Eu aposto na saída já.

Se Temer sair quem assume a presidência é o Rodrigo Maya, presidente da Câmara dos Deputados, que é o primeiro na linha sucessória, ele deverá convocar eleições indiretas até 30 dias e o Congresso Nacional vai eleger um novo presidente para cumprir um mandato tampão até 2018.

Para complicar mais o cenário dos absurdos, existem duas PECS transitando no Congresso que podem viabilizar as eleições diretas, são tantas informações para entrar na cabeça do cidadão brasileiro, estamos perdidos.

E tem a Dona Dilma, o que acontecerá com ela ? Caso a chapa seja cassada, como a ex-presidente já perdeu o mandato, ela também perderá os direitos políticos, ou seja, ficará inelegível.

O TSE decidiu nesta quarta-feira (7.06) convocar sessões na tarde de quinta-feira(08) e ser for necessário, realizar sessões na sexta-feira (9) e durante o final de semana para concluir o julgamento das ações que tramitam contra a chapa formada pelo PT e PMDB nas eleições de 2014.

Enquanto isso, nós os brasileiros ficamos de boca aberta sem nada compreender.

Aquele velho ditado popular : Um olho no peixe fritando e outro no gato, não se aplica mais nos país tupiniquim, já não sabemos quem é quem e até quando !