Concentre-se numa idéia só e seja polivalente na sua execução. Ser polivalente com mil idéias na cabeça é ser o moderno bobo da corte, da incompetência.
Houve uma época em que Albert Einsten visitou o Brasil. Assis Chateaubriand ficou encarregado para mostrar a cidade de São Paulo ao grande cientista, dono da idéia da relatividade. Durante o tour, e repetidas vezes, Chatô retirava do bolso um papel e anotava alguma coisa. Einstein ficou curioso e perguntou: – Por que o senhor sempre faz uma parada para escrever algo?
Chatô respondeu: – Ora, senhor Einstein, é que eu tenho o hábito de anotar a quantidade de idéias que me surge na mente para, depois, escolher as melhores, pois o senhor sabe que idéias são como pássaros de fogo que nos pousam à mente quando menos esperamos, mas… por que o senhor me pergunta isso?… O senhor não tem o hábito de anotar as idéias quando elas lhe surgem à mente, senhor Einstein? A que o maior gênio do século respondeu: – Ora, pra quê, eu só tive uma! Só que essa uma mudou o destino do mundo. É preciso ser como Einstein: ter uma idéia só e ter foco para ser um vencedor.
Henfil, um dia, disse: – Enquanto um idiota de mil idéias esperava num ponto de ônibus o seu coletivo que tardava, um homem de uma idéia só passava com seu carrão último tipo, motorista fardado em direção ao aeroporto do Sucesso. Ser polivalente não é ser uma fábrica de idéias, é ser um fábrica de alternativas para uma idéia bem pesquisada e encontrar mil maneiras de anunciá-la, executá-la, torná-la útil: este é o segredo. Afinal, você prefere ser Chatô ou Albert Einstein?
Quem muito fala pouco escuta ,quem muito lé acumula sabedoria ,a qual deve ser passada para frente para num futuro proximo ser executada,seija um Einstein  com uma ideia só;  faça a diferença, faça valer a pena seu esforço. Não importa qual seija a sua luta. Faça a diferença na sua vida ,comesse por você mesmo e vera que logo encontrara no caminho da vida alguem que seguira seu exemplo .

Simone Batista