Trancoso e a Arte sempre estiveram juntos, as formas e cores das praias, das matas e do povo são fonte de inspiração para artistas que conhecem o vilarejo.

Atraída pela beleza da região e a possibilidade de vida simples, Thaís Teixeira chegou em Trancoso em 1987, trazendo na bagagem a formação paulista de dança e, a pedido de amigos, tinta e pincéis para as mãos do menino Damião, hoje grande artista.

Dois anos depois, estimulada pela interação com as crianças da comunidade, começou na varanda de casa. Já em 1990, construía a primeira sala de aula.

Preocupada com a qualidade das escolas públicas, e com a educação dos dois filhos, foi pioneira nos investimentos de Educação e Cultura da região. Em 1993, fundou a Escola Pé no Chão, de Educação Infantil e Ensino Fundamental, garantindo que todo o currículo escolar fosse articulado ao acesso e desenvolvimento das Artes para crianças. Em 1999, ao atingir um número alto de inadimplentes e por sentir na comunidade desvalorização e indiferença ao trabalho desenvolvido, as atividades foram encerradas.

Procurando novos horizontes, encontrou a Academia de Dança Dionée Viva a Música BrasileiraAlencar, em Porto Seguro, onde trabalhou por 3 anos, ampliando sua formação como professora da metodologia de ensino RAD e na realização de exames que inserissem às alunas de Trancoso no aprendizado acadêmico de Porto Seguro, e futuramente no mercado artístico de trabalho.

Em 2003, fundou o Estúdio Trancoso, sala com estrutura e proporções necessárias para desenvolver trabalho profissional, com foco no 2010c-400aprendizado, desenvolvimento e formação profissional de jovens com acesso restrito à cultura de qualidade por falta de oportunidades, espaços e apoio cultural.

Ao longo dos 13 anos de investimento, pôde contar com o incentivo de amigos e pequenas parcerias financeiras, que possibilitaram a vinda de profissionais de Salvador, São Paulo, Brasília, Argentina e Uruguay para contribuir com a formação contínua das alunas e professoras. Projetos e parcerias com as escolas públicas enfrentam seu terceiro ano consecutivo com o apoio de empresários locais.

Hoje, quatro jovens trabalham e sobrevivem profissionalmente como2012-400 professoras de Dança, duas em Trancoso, uma em Porto Seguro e outra em Itabela, lançando um olhar otimista sobre os anos de investimentos que foram dedicados a implantação e conquista do mercado artístico de trabalho na região extremo sul da Bahia,

Anualmente, o Estúdio oferece ao público o acesso gratuito às suas produções . Durante muitos anos foram montados palcos no Quadrado Histórico de Trancoso, porém, as chuvas e os altos custos foram, aos 2007-400poucos, obrigando a produção a realizar apresentações na sala do Estúdio limitando o acesso do público e a expansão das criações. Nos dois últimos anos, as apresentações foram generosamente acolhidas pelo espaço Pára-Raio, que possui excelente ponto de acesso, pequeno palco e nenhuma estrutura contra chuva.

Como idealizadora das produções e responsável pela pesquisa, criação de2012d-400 enredo, coreografias e figurino, Thaís conta com a participação especial de outros artistas e a importante parceria do Atelier das 7 mulheres na confecção dos figurinos, transformando conhecimentos e conquistas, em benefício coletivo.

Em 2013, o maior desafio para Thaís é estabelecer a parceria com os Centros de Cultura da região, oferecendo, aos nossos jovens artistas, a oportunidade de experiência e realização de produções de Dança em espaços com infraestrutura de palco e plateia.

2008a-400“…Acreditando na Dança como veículo de transformação social, espero poder contar com o apoio financeiro de pessoas e empresas com interesse e compromisso em promover e incentivar a educação e o desenvolvimento das Artes, em Trancoso…Tive dificuldades em dar uma opinião sobre o que significa fazer arte aqui…Devo ser969427 610005762364271 290630401 n-400 completamente louca em insistir nisso, mas já existe algum reconhecimento e respeito, desta comunidade, por minha perseverança artística…(…) Vou aproveitar uma frase do Ferreira Gullar, ”A arte existe porque a vida não basta.’ Hoje, sei que ‘contagiei’ algumas pessoas com essa necessidade em produzir arte, em ser arte, em transformar, expressar…Fazer parte da construção de sonhos e valores dos nossos jovens , é o que me mantém nesse caminho de educar para vida através da Dança …”

Texto: Marta Milanetti

          Thais Teixeira

Fotos: Thais Teixeira

Galeria de Fotos : Dança em Trancoso.

2005a20052005b-4002011-4002011a-4002012-4002012a-4002012c-4002012b-4002012e-4002007b-4002010-400